27 de nov de 2010

In the land of smart people..











































































































































Yo!

Fui pra Boston!!!

Teve o feriado de Thanksgiving, que começou na quarta à tarde e eu tentei aproveitar o máximo.

Na quarta eu dei um rolê básico na quinta avenida e vi as decorações das lojas e como as ruas estão cheias de luz e espírito natalino.

Na quinta de manhã eu parti para a minha longa jornada em Boston, envolvendo o famoso busão chinês que parte de China Town (d'oh) e tem uma galerinha que fica gritando adoidado em cantonês para garantir que o ônibus não se atrase.

Chegando lá, deixamos nossas coisas no albergue e tivemos uma refeição bastante nutritiva no dunkin donuts. Depois disso, partimos para a melhor universidade do mundo, na esperança de encontrar os grandes cérebros do mundo. Claro que, estando em pleno feriado, o pessoal não estava na universidade, de modo que tivemos que enfrentar o frio de Boston sem perspectiva de encontrar o próximo Einstein (que aliás era de Princeton, mas deixa quieto...). Apesar de ser a melhor universidade do mundo, Harvard não é a mais bonita não, viu? Princeton dá um banho.

However, minha Alma Mater continua sendo Columbia, always and forever.

Seguimos adiante e chegamos no MIT que, além de estar tão vazio quanto Harvard (exceto por dois asiáticos simpáticos que nos deixaram entrar e nos mostraram umas salas), não era tão bonito.

Depois disso, partimos para Newbury Street para buscar o restaurante perfeito para o jantar de Ação de Graças. Depois de quase morrer por hipotermia, conseguimos chegar a um acordo - eu estava com franceses, por isso la lucha.

No dia seguinte, antes de voltarmos para NYC, tivemos um tempinho para conhecer o centro histórico, dar uma volta no Quincy Market e ver algumas lojinhas on sale - the famous "Black Friday".

Já estou de volta e à procura de novidades para postar, prometo.

Beijocas invernais.



21 de nov de 2010

Is that a wand in your pocket or you're just happy to see me?














































Yellow!

Essa semana eu tive alguns eventos legais:

"The 25º Joyce Kilmer Memorial Bad Poetry Contest" - organizado pela Columbia University's Philolexian Society, uma sociedade literária que existe desde 1986. Eu fui como "fotógrafa" aprendiz da CUPS (que é a Columbia University Photography Society, da qual eu faço parte acidentalmente).

Foi super bem organizado e divertido o evento, embora tenha sido super longo pra quem estava fotografando de lugares bizarros
e não podia se sentar e relaxar.

O ápice do evento foi um pedido de casamento! Foi sweet et moving, tá?

Eu sei que as fotos não ficaram boas, mas eu estou aprendendo, então paciência...

Depois desse super acontecimento, teve o momento mais esperado do ano: HARRY POTTER!!!!!

Para fazer parte da avant-première, tivemos que chegar à meia-noite no cinema e esperar até o horário da nossa sessão, que era às 3h15. Em teoria, deveria ter sido meio chato e deprimente, mas na verdade as pessoas aqui se divertem com "as pequenas coisas da vida" (sim, eu estou apaixonada e não nego). Sendo assim, os funcionários do cinema estavam super animados e ficavam distribuindo cartazes e conversando com todo mundo e cheering everyone up, da fila de espera até o trailer. Teve até contagem regressiva.

O filme foi ótimo, super bem feito e com aquela Hermione top model por quem eu estou super apaixonada agora... O Harry continua arrasando com a sua única expressão facial, o Ron continua goofy e cute e todo os resto do filme cada vez mais dark.

Na sexta teve aniversário de uma coleguinha aqui (ainda não tenho fotos, sorry) e também foi divertido, tirando esse indivíduo X que decidiu participar e iniciou uma conversa bem leve sobre "COMER CARNE". Além de ninguém estar interessado, exceto o Luis, que fez questão de mostrar toda sua inspiração e fazer o cara sair da festa e voltar chapado, o cara era incompetente na discussão...

Digno de nota: segurei um pepper spray pela pri
meira vez e descobri como eles são pequenos, leves e práticos. Encantada, resolvi dar uma olhadinha no site da Amazon e vejam só o que eu encontrei!!!

Agora só falta encomendar, e custa menos de 10 dólares!!!!

Enfim, por enquanto é isso...

Gros bisous à tous!


17 de nov de 2010

Tá, só pra comentar













Saiu o site de e-commerce do Google.

I heart Google, né? Eu fiz um trabalho sobre a empresa no semestre passado e super tenho esse sonho de trabalhar no Googleplex, que é basicamente uma continuação da universidade nos padrões americanos. Tem várias atividades coletivas, você meio que mora no "campus" e só interage com as pessoas do lugar. Esse isolamento, ao invés de ser boring é na verdade super divertido e estimula a criatividade, according to Google pelo menos. Eu concordo.

Bom, o novo site parece incrível. Essa matemática que eles usam para que você possa encontrar exatamente o que você quer no menor tempo possível funciona super bem.

Eu ainda preciso explorar um pouco mais, mas já estou IN LUV...

15 de nov de 2010

Sciences-Potes fazendo bonito no youtube

Adoro como as pessoas de ScPo vivem em um mundo paralelo cheio de oportunidades e diversão.


14 de nov de 2010

Y'all,

Antes das novidades do weekend, eu queria perguntar uma coisa? O que vocês acham de acessórios para a cabeça? Eu já super comprei um chapéu para o verão, mas não consegui achar nada muito adequado para o inverno. Alguém tem alguma idéia?

Certo, agora as "news":

Teve uma "rave" na escola. Bom, pra começar foi na escola, então as aspas já estariam explicadas, mas, além disso, as pessoas estavam fantasiadas. Eu acho, na verdade tenho quase certeza, que rave é uma coisa de uma geração pra trás, de modo que a galerinha de hoje acha que é uma espécia de noite "disco" ou anos 60. Não que eu tenha super frequentado raves nos meus dias (meldels, "meus dias", eu pareço ser dos anos 60 falando assim), mas, até onde eu sei, não se usava fantasia nesse tipo de festa, embora fosse o momento de extravasar. Apesar desse pequeno issue com o termo usado pra caracterizar o evento, foi uma festinha de escola normal, pessoas dançando, curtindo e 4 delas fazendo sexo na pista (sim, dentro da escola e com policiais ao redor - eles ficam lá pra garantir ordem e talz).

No sábadabado: Beat Cornell game! (Na verdade eu não tenho certeza se a gente realmente ganhou, porque eu saí no meio e a gente meio que estava perdendo, mas a minha camiseta diz "beat Cornel", então...). Em seguida, teve SoHo de novo, lógico. Eu simplesmente não consigo parar de ir passear lá, ainda mais quando o dia está glorioso.

Hoje, domingão, teve ballet, supermercado e livraria. Hardly a super fun day, mas eu vou tentar acabar com essa vide down do domingo lendo sobre colonialismo, nativismo e o genocídio de Ruanda, então tá tudo certo.

Btw, estou quase terminando o novo Scarlett Thomas e agora preciso de agulhas de tricô.

Beijos trágicos para todos.

Obs: as fotos estão na ordem inversa pq o blogger não me ama...




























































Editando:

Então, olhem essa reflexão profunda sobre relações de poder, classe social e HIPSTERS!

11 de nov de 2010

Terr'abaxo!

Tá, um amigo meu colocou isso no facebook e eu senti que eu PRECISAVA compartilhar isso com vocês...


Agora eu aceito mensagens de amor incondicional E moedas verdes, tá?

10 de nov de 2010

Any thoughts?

Vem da wiki, mas eu achei meio awesome anyways...

The New Puritans was a literary movement ascribed to the contributors to a 2000 anthology of short stories entitled All Hail the New Puritans, edited by Nicholas Blincoe and Matt Thorne. The project is said to have been inspired by the Dogme 95 manifesto for cinematic minimalism and authenticity [1]. The young writers in the anthology deliberately eschewed many of the devices favoured by the pre-eminent British literary generation exemplified by Martin Amis and Salman Rushdie.

The 10-point manifesto reads:

  1. Primarily storytellers, we are dedicated to the narrative form.
  2. We are prose writers and recognise that prose is the dominant form of expression. For this reason we shun poetry and poetic licence in all its forms.
  3. While acknowledging the value of genre fiction, whether classical or modern, we will always move towards new openings, rupturing existing genre expectations.
  4. We believe in textual simplicity and vow to avoid all devices of voice: rhetoric, authorial asides.
  5. In the name of clarity, we recognise the importance of temporal linearity and eschew flashbacks, dual temporal narratives and foreshadowing.
  6. We believe in grammatical purity and avoid any elaborate punctuation.
  7. We recognise that published works are also historical documents. As fragments of our time, all our texts are dated and set in the present day. All products, places, artists and objects named are real.
  8. As faithful representation of the present, our texts will avoid all improbable or unknowable speculations on the past or the future.
  9. We are moralists, so all texts feature a recognisable ethical reality.
  10. Nevertheless, our aim is integrity of expression, above and beyond any commitment to form.

The 15 contributors to the anthology included Geoff Dyer, Alex Garland, Daren King, Toby Litt, Tony White, Rebecca Ray, Simon Lewis, Ben Richards and Scarlett Thomas (aka, minha deusa).


(http://en.wikipedia.org/wiki/New_Puritans)

Coisinhas cute, só pra passar o tempo...

Lanvin - H&M
Available on the 23rd November.. I can barely wait...






8 de nov de 2010

Porque eu amo o Brasil

"Nós nos sentimos seguros filmando no Rio", diz Bill Condon, diretor de "Amanhecer" (saga crepúsculo)

Apesar dessa declaração, a reportagem do site UOL revelou que "Alguns incidentes registrados ontem na Lapa foram atribuídos à queixas de moradores da região, supostamente incomodados com os transtornos causados pela produção, que fechou diversas ruas da Lapa. Chegaram a atear fogo em um banheiro químico da região.
Onde mais a galera decide atear fogo em um banheiro químico?!?!?!?!

Saudades.

Pra quem ficou interessado (ahn?):
http://cinema.uol.com.br/saga-crepusculo/2010/11/08/nos-nos-sentimos-seguros-filmando-no-rio-diz-bill-condon-diretor-de-amanhecer.jhtm

7 de nov de 2010

SoHo + The Dandy Warhols

Yellow!

Então, mais fotenhas, yay!

Teve SoHo, mas o dia nem estava muito glorioso, de modo que eu não pirei tanto nas fotos.

Tem essa feirinha aí, mas nem é muito "ai, essa vida cool em NY", é mais... "Olha, falafel barato e churrasquinho de gato!".
Aí depois teve o show, né? Bom, foi meio awesome e eu super tentei tirar umas fotenhas pra mostrar aqui, mas assim, embora a máquina seja boa e talz, eu continuo tendo 1,20m de altura, de modo que tem mil cabeças na minha frente. Para complicar, eu quis colocar uma foto de cada cor, e nem todas as "sessões" tinham fotos boas... Mas enfim, hope you like it, because I know I did.
Sobre o show.
Bom, antes de começar já teve um momentum interessante, na hora de confirmar horário/ingresso. Na verdade, eu estava distraída, mas me disseram que tinha uma gorda com dentes de vampiro no local. Sim, uma gorda vampiresca. Eu não sei muito bem que outro show rolando lá no negócio, mas a galerinha toda estava com muito cajal preto no olho e, aparentemente, dentes falsos também.
O show mesmo foi bem legal. Eu nem conhecia todas as músicas do último álbum, mas tirando isso foi sussa, porque as mais true/rutzzz eu super conhecia. A galerinha que estava lá era surpreendentemente velha. Sério, tinha uns tiozão mó curtindo o show, o que eu achei peculiar e, ao mesmo tempo, enlightening, porque eu super descobri que dá pra tirar o capacete de laquê, colocar um look jovem e cair na night depois dos 50.

O rolê rendeu mais cupcakes, litros de coca e Taco Bell, então o ritmo "bundinha dourada para o verão" continua...

Como sempre, continuo aguardando mensagens de amor incondicional - que aliás não estão chegando com a frequência que eu gostaria, I wonder why - e novidades de forma geral.

Xoxo,

A.